Você já comprou uma roupa ou calçado por impulso que usou apenas uma vez e a aposentou no fundo do armário?

Ou você tem medo de adquirir algumas peças porque elas são muito “caras” e sempre escolhe as mais baratas da loja?

Você aprenderá um conceito exclusivo que realmente vai te fazer economizar durante suas compras, afinal não existe roupa cara ou roupa barata, mas sim aquela que você usa e a que não usa.

Tendências de moda e como elas quebram o seu bolso

homens vestindo tendencias de moda

“A moda foi feita para sair de moda”. Alberto Solon

Preste bastante atenção nessa importante frase porque ela nos mostra que a indústria e alguns influenciadores sempre criam as tendências para que elas sejam passageiras.

Se você é daqueles que lê revistas de moda e procura as tendências da estação, saiba que você estará fadado a ter várias roupas esquecidas para sempre no seu guarda-roupas.

Os chamados gurus da moda querem que você gaste muito dinheiro em roupas que não vão durar muito tempo e que no passar de 1 ano vai ter vergonha de usar, desta forma, eles conseguem movimentar uma indústria bilionária: a indústria da moda.

Portanto, esqueça as tendências e as estações já que muitos desses especialistas só querem que você gaste seu dinheiro e seja consumista. A partir de agora siga a moda atemporal e economize comprando roupas masculinas.

Moda Atemporal

3 homens na moda atemporal

A moda atemporal é aquela que não sai de moda com peças de roupa que serão estilosas independente do tempo. Ou seja, são roupas que se você comprar hoje poderá usar daqui a 5, 5, 10 anos e mesmo assim você estará com um visual completamente estiloso.

Sem focar simplesmente grifes, ela se preocupa com o tamanho qualidade e o estilo das suas roupas em primeiro lugar, ou seja, não adianta nada você comprar a roupa extremamente cara de uma grife famosa, se essa não for capaz de valorizar o seu corpo com um bom caimento.

Investir no conhecimento em moda atemporal vai fazer muito bem, tanto para o seu estilo, quanto para o seu bolso.

O conceito de custo por uso e a definição de “caro”

moda atemporal x tendências

O primeiro ponto para saber se uma roupa é cara não é o seu preço, mas sim o número de vezes que você a usa.

Então, a partir de agora eu quero que você pense no conceito de Custo por Uso em vez do preço de maneira geral.

Veja 2 exemplos para entender melhor.

Exemplo 1: O sapato barato

Imagine a seguinte situação: um homem vai comprar um sapato social e tem 2 modelos para escolher: um de R$100,00 e outro de R$300,00.

O primeiro é aquele sapato de bico quadrado, feio, feito com couro de péssima qualidade, desconfortável e que machuca o pé.

sapato social preto de bico quadrado e fivela

 

O segundo é um modelo muito bonito, confortável, feito com couro legítimo que permite uma boa transpiração.

sapato social derby marrom bico redondo

Se este homem comprar o primeiro modelo provavelmente ele vai usar muito pouco e só calçar quando algum ambiente o obrigar a ir de social durante umas 4 vezes ao ano. Enfim, ele vai encostar em algum canto.

Caso ele escolha o segundo modelo, com certeza vai querer usar umas 50 vezes ao ano em em várias ocasiões porque se sente bem, estiloso e confortável.

Agora veja:

  • Custo por uso do sapato de R$100,00: 100/4 = R$40,00
  • Custo por uso do sapato de R$300,00: 300/50 = R$6,00.

E agora, qual sapato realmente saiu mais caro? O “mais barato” com toda certeza.

Exemplo 2: A camisa de grife

Uma camisa social de grife, e de uma cor extravagante que estava na “tendência”, custou R$ 300,00 e você usa apenas 6x ao ano em eventos específicos. Outra bela camisa social feita sob medida de R$ 250,00 que você usou 50x no ano, seja para trabalho, ou mesmo em eventos sociais.

  • Custo por uso da camisa de grife: 300/10 = R$ 30,00.
  • Custo por uso da camisa sob medida: 250/60 = R$ 5,00.

Você conseguiu entender? A partir deste momento, sempre pense em duas coisas antes de adquirir uma nova peça de roupa: eu vou usar essa roupa por muito tempo? Essa roupa é de qualidade e vai durar?

Por isso, considere o VALOR da roupa que você vai comprar analisando a qualidade e estilo da peça. Isso vale também para os calçados.

A partir de agora, pense em construir um guarda-roupa com peças e calçados que você vai realmente usar várias vezes durante o ano inteiro para ter um baixo “custo por uso”.

É muito melhor um guarda-roupa minimalista com poucas ótimas peças de qualidade do que várias peças que você raramente usa.

É garantido que ao usar este conceito você começará a ver o preço das roupas e calçados de outra forma, bem mais racional, além de economizar durante as compras. A moda masculina é, antes de tudo, matemática.

Então, decrete o fim do medo de investir no seu estilo, afinal, se vestir mal custa caro.

O que achou do artigo? Compartilhe com aquele seu amigo que vive reclamando do preço de roupas e calçados e erra no custo por uso.